quanto-tempo-demora-a-recuperacao-de-uma-cirurgia-vascular

A cirurgia vascular é a área da medicina que se ocupa em tratar cirurgicamente as doenças que afetam artérias, veias e vasos linfáticos. Por envolver a realização de cirurgias invasivas em alguns casos, muitos pacientes se preocupam com os riscos e com o tempo de recuperação da cirurgia vascular.

Muito mais do que apenas realizar cirurgias de varizes, o profissional que atua na área de cirurgia vascular é responsável por tratar uma série de doenças vasculares que, muitas vezes, só podem ser combatidas com o tratamento cirúrgico. Mas afinal, quando poderei voltar à minha rotina normal?

Neste artigo, nós vamos apresentar as principais cirurgias vasculares e seu respectivo tempo de recuperação, além de listar os principais cuidados no pós-operatório para garantir uma recuperação tranquila e segura. Acompanhe!

Quais são as principais cirurgias vasculares?

A falta de circulação sanguínea adequada no sistema vascular pode provocar diversas doenças graves em nosso organismo. Confira quais são elas e como é feito o tratamento cirúrgico!

Aneurisma

Aneurismas são caracterizados pela dilatação das artérias. O problema é decorrente do enfraquecimento da parede arterial causado por inflamações, traumatismos ou degeneração. A doença pode afetar diversas artérias do corpo, podendo causar aneurisma cerebral, aneurisma de aorta abdominal, aneurisma da aorta torácica, entre outros.

Em muitos casos, o aneurisma pode ser fatal se não for tratado cirurgicamente a tempo. A cirurgia convencional é realizada por meio de incisões na região a ser operada. No caso de aneurisma cerebral, por exemplo, é necessário abrir uma pequena parte do crânio para corrigir o problema.

Tempo de recuperação: a recuperação da cirurgia de aneurisma requer que o paciente fique internado por até 3 dias. Dentro de uma semana, ele pode retornar para casa, devendo seguir as recomendações médicas.

Varizes

Varizes são veias dilatadas e tortuosas que ocorrem em virtude do acúmulo de sangue venoso nos membros inferiores. No caso de telangiectasias ou varizes de pequeno calibre, o tratamento pode ser realizado por meio da escleroterapia ou microcirurgia de varizes. Por outro lado, as varizes de médio e grande porte necessitam ser tratadas por meio da cirurgia convencional.  

Durante a cirurgia convencional de varizes, o cirurgião faz uma incisão na perna do paciente para realizar a retirada da veia safena, que já não está funcionando corretamente. Dessa forma, o sangue passa a circular em veias saudáveis, promovendo a diminuição da pressão dentro dos vasos e evitando a formação de novas varizes.

Tempo de recuperação: o paciente pode voltar para sua rotina normal cerca de uma semana após a cirurgia, contudo nos 2 primeiros meses ainda é necessário evitar levantar pesos e expor as pernas ao sol.

Trombose venosa profunda

A trombose venosa profunda é uma doença potencialmente grave, podendo levar a óbito caso não seja tratada adequadamente. O problema é decorrente da formação de coágulos – também denominados de trombos – no interior das veias profundas.

Geralmente, o tratamento inicial é feito com o uso de medicamentos anticoagulantes ou trombolíticos. Nos casos em que o tratamento cirúrgico é indicado, o procedimento é realizado com o objetivo de retirar o coágulo das pernas ou colocar um filtro na veia cava inferior.

Principais cuidados no pós-operatório

A recuperação da cirurgia vascular, independente da doença que tenha sido tratada, exige a adoção de alguns cuidados especiais para assegurar o sucesso do tratamento. É importante que o paciente siga todas as recomendações médicas neste período, já que qualquer descuido pode comprometer toda a eficácia da operação e causar complicações à sua saúde. Dentre maneira geral, os principais cuidados são:

  • ficar de repouso na primeira semana;
  • evitar esforço físico por até duas semanas;
  • evitar exposição solar da região operada;
  • manter uma alimentação equilibrada;
  • praticar atividade física somente um mês após a cirurgia.

Além disso, é importante respeitar as demais orientações passadas pelo médico. Cada tipo de cirurgia exige cuidados específicos, portanto é fundamental seguir as recomendações médicas para garantir a correta recuperação da cirurgia vascular.

A cirurgia endovascular como alternativa

Para diminuir riscos ao paciente e, principalmente, proporcionar um tempo de recuperação menor e mais prático, a cirurgia endovascular é uma alternativa eficiente à cirurgia tradicional. Claro que em alguns casos, o método tradicional ainda é o mais indicado, mas muitas operações podem ser substituídas pela técnica endovascular. 

A cirurgia endovascular é uma subespecialidade da cirurgia vascular considerada minimamente invasiva e que vem sendo amplamente empregada no tratamento de diversas doenças vasculares. O método consiste na realização de pequenas punções para a inserção de cateteres e guias que são visualizados em monitores e direcionados até a região a ser operada, dispensando a necessidade de realizar incisões.

O procedimento endovascular possui um tempo de realização menor e oferece menos riscos se comparado ao procedimento convencional. Em relação ao pós-operatório, a cirurgia endovascular garante uma recuperação mais rápida e tranquila, permitindo que o paciente volte às suas atividades rotineiras com muito mais rapidez.  

Quer conhecer todos os benefícios da cirurgia endovascular que a Coris oferece? Agende sua consulta com um de nossos especialistas. Será um prazer lhe atender!

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

Do que você precisa? Veja todos os procedimentos realizados pela Coris Vascular.

PESQUISAR