mioma-uterino-o-que-e

O mioma uterino se caracteriza por um nódulo anormal, que se desenvolve dentro da parede do útero, principalmente em mulheres que ainda não chegaram na fase da menopausa. Os miomas podem aparecer em grandes quantidades e de diferentes tamanhos. 

Ouça este conteúdo:

Segundo estatísticas da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), cerca de 50% das mulheres terão alguma manifestação de mioma uterino em algum momento de suas vidas. Mas, o que será que leva à formação de um mioma no útero?

O que causa um mioma uterino?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), os miomas uterinos se desenvolvem ainda por causa desconhecida, embora seu crescimento esteja relacionado à produção do hormônio estrogênio. 

Eles podem  se instalar na parte interna do útero (miomas submucosos); na parte externa do útero (miomas subserosos) e no interior da parede do útero (miomas intramurais). De uma maneira geral, os miomas não possuem caráter maligno, mas se a mulher continuar o ciclo menstrual sem tratamento, o mioma tende a aumentar gradativamente.

Como saber que estou com um mioma uterino?

É muito importante consultar regularmente um especialista para verificar como está a saúde do útero. Caso seja notado alguns dos sintomas a seguir, é possível que o organismo esteja sinalizando a presença de miomas uterinos:

  • sangramento excessivo durante a menstruação;
  • cólicas;
  • perda espontânea de urina;
  • dor durante as relações sexuais;
  • dificuldade para engravidar;
  • dificuldade em manter uma gestação.

Como o médico poderá detectar a presença do mioma uterino?

Após a consulta e observação das queixas dos sintomas, o ginecologista irá solicitar uma ultrassonografia para verificar o formato do útero e confirmar a presença dos miomas. 

Além disso, a ressonância magnética pélvica será de suma importância para analisar o útero e suas características atuais. Outros exames mais aprofundados para checar a possibilidade de câncer poderão ser solicitados, como a laparoscopia ou a biópsia endometrial.

Descobri um mioma uterino. E agora?

Não se preocupe. Caso haja a confirmação de um ou mais miomas uterinos, o especialista apresentará os tratamentos possíveis para tratar do problema, que tende a se resolver com facilidade, na maioria dos casos. Vejamos alguns tratamentos disponíveis: 

Tratamento por cirurgia

Os miomas uterinos podem ser retirados mediante procedimentos cirúrgicos: cirurgia aberta convencional ou cirurgia laparoscópica. Dependendo do caso, poderá ser indicado a histerectomia, uma cirurgia que retira todo o útero.

Tratamento endovascular

Esse é um método bastante inovador para tratar os miomas no útero, pois é uma técnica minimamente invasiva, que não resulta em cortes e a anestesia é feita com aplicação local. 

Um furo de 2 milímetros é feito na virilha a fim de inserir os catéteres para realizar a embolização uterina. E como é feito o procedimento?

É importante explicar que o sangramento do mioma no útero é proveniente de uma artéria, por isso, é pela oclusão da mesma que há o suprimento do mioma. Dessa forma, o procedimento é feito por um equipamento de radioscopia digital, em que o cirurgião vascular irá interromper o fluxo que sustenta a embolização uterina por meio dos cateteres que interrompem a artéria que nutre o mioma. Assim, o mioma se degenera e os sintomas regridem.

Além dos baixos riscos de complicações do tratamento, a embolização do mioma uterino preserva o útero das mulheres que desejam manter a capacidade reprodutiva. Por isso, é importante que a escolha do método de tratamento seja avaliada pelo profissional, juntamente com a decisão do paciente. 

Material escrito por:
Cirurgião Vascular e Endovascular - CRM 4089 / RQE 10592

Médico graduado pela Universidade Federal de Santa Catarina, em 1985. Realizou o doutorado em Medicina e Cirurgia na Universidad Autonoma de Barcelona (1991).   Ver Lattes

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

Do que você precisa? Veja todos os procedimentos realizados pela Coris Vascular.

PESQUISAR