A dor nas pernas ao caminhar pode ser indício de obstrução das artérias dos membros inferiores, como pernas e pés. Isso ocorre porque, quando as artérias estão obstruídas, elas ficam muito estreitas – o que prejudica o fluxo do sangue e causa um déficit sanguíneo aos tecidos por elas irrigados. Essa condição é conhecida como Doença Arterial Obstrutiva Periférica (DAOP).

A Doença Arterial Obstrutiva Periférica é causada pelo depósito de “gordura”, cálcio e outros elementos nas artérias que transportam sangue para as pernas. Esse processo é denominado de aterosclerose e pode causar uma série de complicações.

Continue a leitura para identificar os sinais dessa doença, conhecer seus fatores de risco e saber como se prevenir.

Fique atento aos sintomas

O aumento progressivo das “placas” ateroscleróticas passa a causar deficiência da irrigação sanguínea nos membros inferiores. Isso leva a pessoa sentir dor ou cãibras nas pernas ao caminhar, que melhoram com alguns minutos de descanso. Esse sintoma é chamado de claudicação intermitente.

A localização da dor depende de qual artéria está obstruída ou estreitada. A panturrilha

é o local mais comum. Em casos mais graves, a dor causada pela falta de circulação pode estar presente mesmo quando a pessoa está em repouso ou deitada.

Também podem aparecer feridas nas pernas e pés, muitas vezes associadas à necrose. Nestes casos, a deficiência de sangue e oxigênio (isquemia) no membro é considerada bastante crítica e há risco de perda do membro acometido.

É importante reforçar que sentir dor nas pernas ao caminhar não é natural, independente da idade. Portanto, ao identificar a persistência desse sintoma, procure a ajuda do seu médico de confiança, que poderá investigar a origem da dor e te encaminhar para um angiologista, se necessário.

Fatores de risco

O conhecimento dos fatores de risco é a melhor forma de prevenir a doença obstrutiva das artérias das pernas. Os principais agravantes para a doença obstrutiva das artérias daspernas são:

  • tabagismo;
  • diabetes;
  • obesidade;
  • hipertensão;
  • colesterol elevado;
  • idade avançada;
  • sedentarismo;
  • histórico familiar.

Algumas medidas podem ser tomadas para evitar o aparecimento dessa doença, como:

  • manter um estilo de vida saudável;
  • praticar exercícios regularmente;
  • parar de fumar;
  • ter uma dieta livre de gorduras saturadas;
  • controle do peso;
  • controle de doenças como diabetes, hipertensão e colesterol elevado.

Tratamentos para a dor nas pernas ao caminhar

Quando os sintomas são mais amenos, devemos considerar o tratamento com medicações, exercícios orientados e mudança nos hábitos de vida. Nos pacientes com dor que limite suas atividades cotidianas, ou com isquemia considerada crítica, existe a indicação de tratamento cirúrgico ou endovascular.

A técnica endovascular é um método de tratamento minimamente invasivo e consiste no uso de balões e “stents” para abrir as artérias obstruídas através de uma punção na região inguinal, na virilha. Ao contrário das cirurgias convencionais, esse procedimento exige menor tempo de recuperação e causa menos desconforto ao paciente.

Conheça os tratamentos e exames oferecidos pela Coris.

Material escrito por:
Cirurgião Vascular e Endovascular - CRM 14617 - RQE 7962

Especialista em Cirurgia Vascular (AMB/SBACV). Especialista em Angiorradiologia e Cirurgia Endovascular (AMB/SBACV/CBR) e Ecografia Vascular com Doppler (AMB - SBACV/CBR). Atua com Cirurgia Vascular e Endovascular e Ultrassonografia Vascular com Doppler e como instrutor em cursos para especialistas.   Ver Lattes

Do que você precisa? Veja todos os procedimentos realizados pela Coris Vascular.

PESQUISAR