A prevenção de doenças é um cuidado que deve ser tomado por toda a população – seja qual forem as doenças das quais estamos falando – afinal continua sendo a melhor forma de evitar complicações mais graves e tratamentos invasivos. Da mesma maneira, prevenir doenças vasculares é essencial para a saúde do corpo no geral.

Ouça este conteúdo:

Neste texto você verá o que são elas, quais são seus fatores de risco, conhecerá algumas  das principais e aprenderá a prevenir doenças vasculares. Acompanhe!

O que são doenças vasculares?

Qualquer doença que altere e afete a integridade dos vasos sanguíneos pode ser entendida como uma doença vascular. Por consequência, elas fazem com que a circulação do sangue pelo corpo também seja afetada, sobretudo nos braços, pernas, pés e cabeça. 

Os médicos responsáveis por esta área são os angiologistas e os cirurgiões vasculares, e é com o apoio deles que os procedimentos para o tratamento das doenças pode ser feito. 

Fatores de risco

Para prevenir doenças vasculares, quanto mais informação sobre o assunto, melhor. Assim, como qualquer outra doença, elas apresentam fatores de risco. Conheça os principais:

  • colesterol alto;
  • pressão arterial alta;
  • já ter tido outras doenças vasculares;
  • diabetes;
  • histórico de doença vascular na família;
  • avanço da idade;
  • obesidade;
  • sedentarismo;
  • fumo;
  • já ter tido derrame;
  • doença cardíaca.

Qualquer pessoa que seja abrangida por alguns destes fatores deve ter cuidado e atenção redobrados. Eles podem promover o surgimento de diversas doenças vasculares, as quais você conhecerá abaixo.

As principais doenças vasculares e seus sintomas

Insuficiência Venosa Crônica (varizes)

As varizes são o exemplo mais conhecido e também mais comum de doença vascular. Elas são veias dilatadas e insuficientes, ocorrendo com mais frequência nos membros inferiores. A gravidade das varizes varia bastante: enquanto em alguns pacientes a condição é assintomática, em outros podem promover dor e desconforto, além de aumentarem o risco de surgimento de doenças circulatórias como a trombose, que pode ser fatal.

O acúmulo de placas de gordura (ateroma) nas paredes dos vasos sanguíneos é a principal causa desta doença.

Trombose Venosa Profunda (TVP)

Muitas vezes chamada apenas pela sigla TVP, a trombose venosa profunda é caracterizada pela presença de um coágulo dentro de uma veia. Podem ser superficiais (quando aparece em veias subcutâneas) ou profundas (em veias no meio de músculos das pernas). Quando o sangue encontra dificuldades de circulação ou está mais viscoso, a trombose venosa tem mais chances de surgir.

Histórico familiar, idade, mobilidade reduzida e obesidade estão entre algumas das causas mais comuns da TVP.

Pé Diabético

O pé diabético é uma doença crônica que, como o nome sugere, afeta os pés de pacientes com diabetes. Ela pode ocorrer quando o pâncreas não produz insulina suficiente ou então quando o organismo não é capaz de utilizá-la da melhor forma possível. Rachaduras, calos, micoses, infecções e, nos piores casos, gangrena são algumas das consequências dos pés diabéticos.

Esses efeitos prejudicam consideravelmente os pés, podendo causar dificuldades no andar, incapacidade física e até mesmo amputações.

Doença Carotídea

A doença carotídea, por diversas vezes também chamada de doença das artérias carótidas ou estenose da carótida, é um problema causado pelo estreitamento ou obstrução das artérias carótidas, impedindo que o sangue seja transportado do coração até o cérebro da maneira que deveria. Para se ter uma ideia da gravidade desta doença, ela é a terceira maior causa do Acidente Vascular Cerebral (AVC), que, por sua vez, mata aproximadamente 50 milhões de pessoas por ano ao redor do mundo.

Por não apresentar sintomas visíveis antes que o pior aconteça, é preciso ter muita atenção com a saúde no geral para evitar a doença.

Doença Arterial Obstrutiva Periférica (DAOP)

Ocorre quando os vasos sanguíneos arteriais que levam o sangue para as extremidades do corpo são obstruídos, de forma similar à insuficiência venosa crônica. Ao contrário das varizes, porém, a doença arterial obstrutiva periférica é muito mais comum nos homens que nas mulheres.

Assim como no caso das varizes, uma das principais causas da DAOP é o acúmulo das placas de ateroma na parede dos vasos sanguíneos, condição esta que também é chamada de aterosclerose.

Aneurisma da Aorta Abdominal (AAA)

Por último, trouxemos o aneurisma da aorta abdominal. A aorta é a artéria encarregada de levar o sangue para todo o resto do corpo. O AAA ocorre quando o aneurisma aparece na região abdominal da artéria. A consequência final do aneurisma, depois que ele cresce ao máximo, é a rotura, que causa sangramento dentro do abdome.

Afinal, como prevenir doenças vasculares?

Prevenir doenças vasculares é algo que pode ser feito, em sua maioria, com a manutenção de hábitos saudáveis e que evitem alguns dos fatores de risco que citamos anteriormente. Exemplos de como prevenir doenças vasculares são:

  • evitar o sedentarismo;
  • manter-se no peso;
  • controlar a pressão arterial;
  • controlar o diabetes;
  • praticar exercícios com regularidade (pelo menos três vezes por semana);
  • visitar o médico periodicamente para fazer check-ups.

Aprender novas informações é o primeiro passo para prevenir doenças vasculares. Se você gostou deste artigo e quer saber mais sobre saúde vascular, não deixe de ler outros conteúdos no blog da Coris!

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

Do que você precisa? Veja todos os procedimentos realizados pela Coris Vascular.

PESQUISAR