O AVC (Acidente Vascular Cerebral), também conhecido como derrame cerebral, ocorre quando há interrupção no fornecimento de sangue para o cérebro, provocado pelo entupimento de uma artéria cerebral, que ocasiona o AVC Isquêmico, ou pelo rompimento de um vaso sanguíneo no cérebro, ocasionando o AVC Hemorrágico.

Ouça este conteúdo:

Geralmente, o problema acomete pessoas com mais de 55 anos, mas o crescimento de casos de AVC em pacientes mais jovens tem chamado atenção. De acordo com o Ministério da Saúde, todo ano, cerca de 15 mil pessoas com idade entre 15 e 39 anos sofrem um acidente vascular cerebral no Brasil, o que já representa 10% dos casos de AVC em todo o país.  

Ainda segundo o Ministério da Saúde, em 2015, ocorreram cerca de 185 mil casos de AVC no Brasil, fazendo 100 mil vítimas fatais, representando quase 50% dos casos. Por isso, compreender o que favorece o surgimento do AVC é o primeiro passo para mudar de hábitos, prevenindo os malefícios e complicações de um acidente vascular cerebral. 

Continue lendo para conhecer os fatores que favorecem os casos de AVC e confira algumas dicas para começar a aplicar na sua rotina ainda hoje.  

Quais são os fatores de risco?

Vamos entender como hábitos prejudiciais à saúde contribuem para o aparecimento do problema.

Obesidade e má alimentação

Hábitos alimentares desequilibrados são fatores que prejudicam a circulação de sangue no cérebro e criam placas de gordura nos vasos sanguíneos, constituindo o quadro de aterosclerose. Alimentos ricos em sódio, gorduras e açúcares são os que mais contribuem para o AVC.

Hipertensão, colesterol e diabetes

Esses problemas estão ligados diretamente à obesidade e má alimentação, são um dos grandes causadores do AVC, pois favorecem o acúmulo de placas de gordura nos vasos sanguíneos e seu consequente entupimento, prejudicando a circulação cerebral. A gordura acumulada impede a passagem adequado do sangue e as células da região começam a morrer por falta de oxigênio.

Tabagismo 

Quem fuma tem muito mais chances de sofrer um AVC do que uma pessoa não fumante. Para se ter uma ideia, um estudo da University College London apontou que pessoas que fumam apenas um cigarro por dia tem 30% mais chances de ter um acidente vascular cerebral em relação às pessoas que nunca fumaram .Isso porque as substâncias do cigarro acabam na corrente sanguínea, provocando diversas alterações no sistema circulatório e prejudicando o correto fluxo de sangue para o cérebro.

Sedentarismo

A falta de exercícios físicos contribui para o aumento de peso e doenças, como a hipertensão e colesterol alto, fatores de risco para o aparecimento do AVC, como já citado acima. Nesse âmbito, o sedentarismo compreende desde os exercícios mais básicos, como  subir escadas, até a prática esportiva. 

Como prevenir o AVC?

Excluindo fatores imutáveis que contribuem para que ocorra um acidente vascular cerebral, como a idade e predisposição genética, a boa notícia é que 90% dos casos podem ser evitados adotando um estilo de vida saudável. Confira o que você pode e deve fazer!

Adote uma alimentação saudável 

Mudar a alimentação é o primeiro passo para evitar o AVC. Com uma alimentação saudável, é possível evitar alguns problemas que estão diretamente relacionados a hábitos alimentares e que contribuem para causar o AVC, como hipertensão, diabetes, colesterol e obesidade. É fundamental reduzir a quantidade de alimentos com gorduras saturadas, sódio e açúcares, presentes nos alimentos industrializados. Adote uma dieta rica em vegetais, frutas, legumes e carnes magras. 

Realize atividades físicas

Fazer exercícios ao menos 3 vezes na semana pode reduzir drasticamente as chances de que você sofra um AVC, mas qualquer atividade corporal regular já conta, como trocar o automóvel pela bicicleta ou as escadas pelo elevador. 

A prática de atividades físicas favorece a circulação de sangue por todo o corpo, fazendo com que o cérebro receba a quantidade necessária de sangue, oxigênio e nutrientes para seu bom funcionamento. Além disso, os exercícios físicos ajudam a reduzir o sedentarismo e evitar a obesidade, fatores de risco para desenvolver AVC. 

Corte o cigarro

Os danos provocados pelas substâncias químicas do cigarro ao longo dos anos fazem mal não somente para a circulação de sangue no cérebro mas para todo o organismo. Cortar o cigarro de sua rotina é uma forma de evitar o AVC e diversos outros problemas de saúde, como infecções e câncer. 

Você conhece alguém que tem esses hábitos? Que tal compartilhar em suas redes sociais e ajudar a conscientizar as pessoas que você ama a ficarem longe desse problema tão comum?

Material escrito por:
Cirurgião Vascular - CRM 16481/ RQE 14117 e 14116

Formado em Medicina  pela  Universidade  do  Vale  do  Itajaí  (2010). Especialista em Cirurgia  Geral e Cirurgia  Vascular no Hospital  Universitário Professor  Polydoro  Ernani  de  São  Thiago  -  (UFSC)  Florianópolis  SC. Atua com Angiorradiologia  e Cirurgia  Endovascular  na  CORIS  Medicina  Avançada.   Ver Lattes

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

Do que você precisa? Veja todos os procedimentos realizados pela Coris Vascular.

PESQUISAR